Desde o surgimento dos VANTs (Veículos Aéreos Não Tripulados) na comunidade de geotecnologias, uma pergunta é unanime em meio aos usuários, é possível gerar produtos cartográficos? É possível realizar topografia com vant? A maior dificuldade em responder essa questão era a limitação dos softwares quanto à edição e controle de qualidade dos dados. Grandes empresas entraram para este ramo, como a grandiosa Trimble, que em abril de 2012 comprou a fabricante de VANT Belga Gatewing.

As novidades não param por ai, a Trimble é mundialmente conhecida na comunidade de fotogrametria por comercializar sua poderosa estação fotogramétrica Inpho, em janeiro de 2014, a empresa lançou seu mais novo módulo para processamento de dados VANT o UAS Master, este software herdou o estado-da-arte do seu “pai” Inpho e foi implementado os recursos mais sofisticados de visão computacional, o resultado? Um software rápido e totalmente otimizado, que permite gerar produtos cartográficos precisos, dando todo o apoio para um usuário fotogrametristas ter o domínio sobre o controle de qualidade e para um usuário comum ter um crescimento gradativo na familiarização com este software.

O departamento de fotogrametria da Alezi Teodolini apresenta no vídeo a seguir uma breve apresentação das ferramentas oferecidas por este software e apresenta como resultado final a famosa topografia com VANT, para a geração deste produto foi utilizado o software UAS Master para realizar a aerotriangulação, extração automática do MDS (Modelo Digital de Superfície) e extração automática do MDT (Modelo Digital de Terreno), para geração das curvas de nível foi utilizado um módulo do software Inpho chamado DTM Extension, este software oferece poderosas ferramentas automatizada para a manipulação de MDT, a partir deste módulo foi extraído as curvas de nível de terreno com um espaçamento de 50 cm, lembrando que este espaçamento fica a critério do usuário. Para a visualização e comparação dos resultados exportados no formato “las” (formato de dados gerados a partir de Laser Scanner) foi utilizado o software Global Mapper v. 13, por ser um software simples e leve proporcionou uma apresentação didática dos produtos gerados.

Clique no link abaixo e veja o tutorial: 

http://www.youtube.com/watch?v=PkQkD1AMsps&feature=c4-overview&list=UUxSUgwcjUkd66KB7xq8zHtQ_

Em relação à precisão do MDT e das curvas de nível, estes estão ligados diretamente ao resultado da aerotriangulação do bloco fotogramétrico, ao final deste procedimento o software gera um relatório completo exibindo todos os dados estatísticos para o bloco, incluindo o RMS que derivado das siglas em inglês significa Erro Médio Quadrático, este é o indicador da acurácia do seu produto final.

topografia com vant
Figura 1 – RMS resultante do ajustamento do bloco executado pelo software UAS Master.

No nosso próximo vídeo tutorial faremos uma integração das curvas de nível gerada através do VANT com o software DataGeosis, software desenvolvido pela Alezi Teodolini para processamentos de dados topográficos, continue acompanhando o nosso blog, semanalmente publicaremos novidades sobre fotogrametria, VANT, topografia com vant, e mais!

Eng. Manoel Silva Neto

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here